Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Vestir-se como o chefe ajuda a trazer sucesso, diz estudo
Page/Post Excerpt

O Globo



Primeiro a má notícia: se você pensa que todos os seus colegas de trabalho se vestem mal e se orgulha do seu senso fashion original, saiba que está cometendo um ato de sabotagem contra a sua própria carreira. É que um novo estudo descobriu que o “estilo coerente” na empresa ajuda a fortalecer o espírito de equipe e aumenta os níveis de produtividade, de acordo com reportagem do jornal britânico The Guardian. Por isso, inclusive, funcionários acabam desenvolvendo, mesmo que inconscientemente, um look padrão. E não importa se você realmente se veste melhor do que os outros no trabalho: ter um estilo diferente já pode ser o suficiente para ser excluída da “tribo dos uniformes”.

Agora, a notícia que pode ser péssima para alguns: de acordo com o estudo, feito pela loja de departamentos inglesa Debenhams, é justamente nos modelitos do seu chefe que você deve se espelhar. De acordo com a pesquisa, mais de 2/3 dos gestores admitem que aqueles subordinados que se vestem como eles acabam ganhando uns “pontinhos extras”: 68% dos chefes que participaram da pesquisa dizem que prestam mais atenção nos funcionários que são “macacos de imitação”.

Cris Zanetti, consultora de estilo e autora do livro “Vista quem você é – descubra e aperfeiçoe seu estilo pessoal” (Ed. Casa da Palavra) junto com Fernanda Resende, confirma os resultados do estudo: a roupa e a aparência realmente comunicam.

— Temos códigos que lemos inconscientemente e também fazemos julgamentos, mesmo sem querer, pela aparência. Então, se a pessoa tem familiaridade com o estilo e jeito de vestir de outra no trabalho, isso vai abrir um canal de comunicação. Se você está trabalhando em equipe e tem um dress code parecido, a comunicação é facilitada — acredita Cris.

Códigos estão mais flexíveis hoje em dia

O que não quer dizer, ressalta a consultora de estilo, que os profissionais devam copiar os estilos uns dos outros ou dos seus chefes. Mas um pouco de inspiração não faz mal a ninguém — especialmente se o líder ou o colega tem um bom senso de estilo.

— É importante, sim, ver como se veste a pessoa que ocupa o cargo que você quer ter no futuro. Lembrando que adequação não significa perder o estilo pessoal — afirma Cris, dando o exemplo de uma executiva que tem um estilo original, marcado pelos cabelos vermelhos cor de fogo e o uso de estampas. — Como é executiva, ela procura usar peças de qualidade, com tecidos bons, e cortes mais retos. Ela respeita o estilo individual, mas entende quais são os códigos.

Paula Acioli, idealizadora e coordenadora acadêmica do curso de Gestão de Negócios no Setor de Moda, da FGV, concorda com a importância de se respeitar os códigos de cada setor e também defende que cada profissional use o bom senso para não desrespeitar seu próprio estilo.

— No caso do vestir em uma instituição, ou empresa, observar as regras e ter propriedade é fundamental, o que não quer dizer exatamente “imitar” o modo de vestir de um superior para ter sucesso. Mesmo porque a criatividade e o estilo pessoal podem muitas vezes superar as expectativas sem desrespeitar hierarquias ou o dress code de uma determinada empresa.

As duas especialistas concordam também que, hoje em dia, os códigos estão cada vez mais flexíveis e informais — o que é positivo, desde que, novamente, o bom senso esteja presente.

— Penso que, com a globalização, tudo está mais flexível, como, por exemplo, no caso das chamadas “sextas feiras informais” no mercado financeiro. Mas mesmo a flexibilidade tem limites e, na minha opinião, o melhor companheiro do acerto no vestir é o bom senso. Seja para quem trabalha no Google ou em uma agência de publicidade, seja para quem trabalha na Casa Branca. Em empresas vestir-se de acordo com os padrões é uma prática comum e acaba rendendo simpatia, pois os lugares onde as roupas e acessórios são comprados e as marcas escolhidas etc. acabam rendendo assunto. A criatividade não precisa ser descartada e pode sim ser usada, desde que observadas as regras.

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.