Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Sete frases que o gestor deve evitar dizer a seus funcionários
Page/Post Excerpt

O Globo

O trabalho de gerenciar pessoas não é nada fácil. E, no dia a dia, a paciência do gestor é testada diante da falta de motivação, resistência de alguns funcionários em fazer o que está sendo pedido ou na hora de enfrentar um ou mais empregados-problema. E o fato de ser o chefe não significa que a pessoa é perfeita. Às vezes, acaba perdendo o controle e dizendo coisas que certamente irá se arrepender mais tarde.

Mas, ao contrário do trabalhador”comum”, é da competência do chefe manter a linha quando se trata de comunicação verbal: não tem o luxo de dizer algo que lhe vem à cabeça quando se sente frustrado. A última coisa que queremos é que seus tropeços verbais acabem desmotivando sua equipe, causando, assim, problemas ainda maiores para a sua gestão e, de quebra, para sua empresa.

A coach americana Lindsay Broder listou sete frases que devem ser evitadas, especialmente no calor do momento, e que podem causar danos à reputação do chefe e minar a confiança que os funcionários têm nele:

1 “Eu sou o chefe. Faça o que eu digo”

Se o gestor estiver estabelecendo padrões diferentes para seus funcionários daqueles que tem para ele mesmo, não pode esperar que eles respeitem e cumpram com o que pede para ser feito.

2 “Você tem sorte de ter um emprego”

Se é assim que o gestor realmente se sente em relação a algum de seus funcionários, ele é que tem sorte de estar empregado, afirma a coach. Ninguém trabalha bem em um ambiente onde se sente de alguma forma em débito com o seu empregador. “A mentalidade de que o empregado deveria “beijar seu anel” é imatura e evidência falta a este profissional a capacidade de liderança”, afirma Lindsay.

3 “Se você não gosta, vou encontrar alguém que faça”

Como gestor, o profissional dá as ordens, mas o cargo não lhe dá licença para ser um idiota. Qualquer um pode ser chefe, mas um bom gestor irá usar suas habilidades de liderança para motivar os funcionários e obter resultados. “Ameaçar os colaboradores com a perda de seus empregos como uma maneira de levá-los a cumprir as ordens não é sustentável. Claro que, num primeiro momento, eles podem fazer o que o chefe quer, mas, eventualmente, vão ficar desmotivados e sem vontade de fazer mais do que o mínimo necessário para sobreviver dentro da empresa. Isso no caso de não pedirem demissão”, diz a especialista.

4 “Por que você é o único que tem um problema com isso?”

Se estamos falando de um funcionário que se mostra sempre resistente ou que tem problemas de desempenho, a melhor coisa a fazer é abordá-lo imediatamente e tentar resolver o problema. Já no caso de um empregado que é relativamente cooperativo, mas que está passando por uma situação difícil, talvez o problema seja com o chefe, que não está disposto a ouvir as preocupações ou ideias alternativas do funcionário. Ou talvez a pessoa esteja tendo um dia ruim. Seja qual for o problema, não assuma de cara que ela está sendo reticente sem razão. Segundo a coach, o chefe nunca deve comparar os funcionários. É como se compasse seus filhos, o que sempre é uma má ideia.

5 “Eu não tenho tempo para isso”

Fala sério!! Se é o chefe, seu trabalho é criar tempo para dar atenção a todos e buscar soluções para resolver problemas. Ouvir o que o funcionário tem a dizer é uma das principais funções de um gestor.

6 “Você não tem idéia do que é estresse”

Todo mundo tem seu próprio estresse. Só porque o gestor decidiu que o dele é maior do que todos os outros, não significa que é. Isso não dá direito a descontar nos outros.

7 “Você vê o meu nome na porta?”

Sim, e daí? É verdade que o executivo pode ter construído o negócio a partir do zero ou que investiu seu tempo e dinheiro para fazer da empresa o que ela é hoje. Mas ele não é Deus e jogar o peso de sua responsabilidade sobre os outros não é uma maneira produtiva de conseguir o comprometimento de seus funcionários.

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.