Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Seis dicas para falar de dinheiro na entrevista de emprego
Page/Post Excerpt

O Globo

Todo mundo quer ganhar bem, é claro. Mas falar de dinheiro na hora de se candidatar a uma vaga ou em uma entrevista de emprego não é tarefa das mais fáceis. Devo revelar o meu salário atual? É necessário escrever a sua pretensão salarial no currículo? A especialista em recrutamento Diane Barowsky, em entrevista ao site Monster americano, dá algumas dicas para lidar com a questão. Veja quais são:

1. Pretensão salarial: A especialista em recrutamento Diane Barowsky aconselha que candidatos não incluam em seus currículos a pretensão salarial: “É verdade que você corre um risco de, ao deixar essa informação de fora, não ter o seu currículo avaliado pela empresa. Mas você corre um risco ainda maior de ‘se vender por pouco’, já que não sabe qual é a remuneração média”. O recomendável, segundo Diane, é colocar que espera um salário compatível com as exigência do cargo ou então escrever que o salário é negociável.

2. Salário atual: Responda com cuidado. Deixe claro que o novo emprego não pode ser comparado com o atual. “Responda: o quanto eu ganho não é o mais importante. O que é importante é se eu tenho as habilidades necessárias para exercer o cargo. Caso eu tenha, estou certo de que a faixa salarial será justa”, o que permite se mostrar confidente, diz Diane. Além disso, se o seu salário atual não é bom, você pode acabar sendo contratado por um valor muito menor. “Não é o salário do passado que importa: são as habilidades e competências e o que você pode fazer pela empresa”.

3. Empresa primeiro: Todo empregador tem uma faixa salarial em mente — e uma margem de negociação. “Quando você não sabe o que o empregador tem em mente, você pode sugerir um salário mais baixo, o que vai agradá-lo, é claro. Mais tarde, você pode descobrir que outra pessoa está ganhando mais do que você para fazer a mesma coisa”. Por isso, tente descobrir qual é a faixa salarial antes de falar “qual é o seu preço”, fazendo com o que a empresa fale primeiro qual é o salário da vaga. Caso esteja abaixo do esperado, afirme que tem uma expectativa cerca de XYZ — ao menos 10% ou 20% a mais do que você ganha atualmente.

4. Forçando a barra: Se a empresa não divulgar o salário antes de saber quais são suas pretensões, fale em uma expectativa que seja realmente o quanto você quer ganhar. E lembre-se: o empregador vai sempre olhar para o seu valor mais baixo, por isso anuncie algo que o deixe confortável. Por exemplo: se você ganha R$ 5 mil, fale que precisa ganhar de R$ 7 mil a R$ 12 mil.

5. Pesquisa: Procure saber o quanto os outros ganham nesse mercado. Procure sindicatos e organizações profissionais e descubra quais são os pisos salariais. Leia veículos de carreira e recursos humanos e pesquisa na internet para saber qual é a média salarial.

6. Contracheque: Caso o contratante diga que vai entrar em contato com antigos empregadores para verificar quanto você ganhava, talvez seja a hora de pensar duas vezes sobre o novo emprego. Você gostaria de trabalhar com alguém que tenta te intimidar? “Não apenas você quer um bom salário, mas também quer respeito”, diz Diane.

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.