Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Quatro lições para tirar proveito das ações de um chefe ruim
Page/Post Excerpt

O Globo



Quase todo mundo já teve uma experiência com um chefe ruim, mas o que muita gente não sabe é que é possível tirar proveito dessa relação. De acordo com a consultora e coach de carreira Waleska Farias, o que à primeira vista parece ser “ruim” na personalidade do gestor pode ser, de fato, uma excelente oportunidade de aprendizado e desenvolvimento de novas habilidades para seus colaboradores.

Algumas vezes, diz a coach, o patrão pode ser motivador, outras um tirano nato criticado por todos, mas o fato é que, em muitos casos, esse “chefe ruim” é um instrumento imprescindível para o sucesso da sua trajetória profissional.

— O chefe que delega e assume a responsabilidade de desenvolver seus colaboradores os obriga a sair da sua zona de conforto para adquirir excelência e desempenhar suas funções dando o melhor de si — comenta Waleska, ressaltando que, quando menos espera, o funcionário percebe que superou seus limites e tornou-se mais qualificado e experiente, conquistando muitas vezes reconhecimento e até mesmo uma promoção.

— É importante que o colaborador tenha consciência da posição do chefe e esteja aberto a receber críticas. Não ajuda nada fazer-se de vítima e julgar que o chefe faz cobranças descabidas, pois esse tipo de posicionamento não contribui para o desenvolvimento profissional — completa a coach.

Veja alguns pontos importantes e como tirar proveito dos aspectos e ações de um chefe considerado ruim:

Encare as criticas de forma positiva – Muitas vezes o chefe “ruim” aponta as dificuldades e falhas dos seus colaboradores de forma direta demais ou até mesmo grosseira, mas é importante ter maturidade e absorver as críticas de forma construtiva, tendo consciência de que esta pode ser uma excelente oportunidade para reconhecer e melhorar seus pontos fracos.

Seja proativo – Uma das características de um “chefe ruim” é não ser claro e objetivo em relação a delegação das tarefas, mas exigir resultados extraordinários da equipe. Melhor que reclamar da precariedade de informações para realização das tarefas, antecipe-se e corra atrás de soluções para adiantá-la, proponha novas ideias e pontos de vista para encontrar novas soluções e atender à demanda. Waleska explica que aqueles que conseguem achar soluções e entregar resultados mesmo sem recursos disponíveis é valorizado e reconhecido pelas empresas.

Desenvolva seu poder de liderança – Alguns gestores acabam desestimulando a equipe pela inabilidade com que exercem a gestão de pessoas, o que acaba por comprometer os resultados e desenvolvimento dos colaboradores, diminuindo a produtividade e gerando inclusive demissões. Observe as atitudes negativas deste tipo de chefe e faça o contrário. Agregue valores e construa alianças. Fazer aliados é a melhor forma de superar obstáculos e executar um bom projeto, além de aumentar as chances de você se destacar e conseguir uma promoção, explica a consultora.

Aumente sua autoconfiança – Muitos chefes não elogiam a boa performance de seus colaboradores por medo de que estes se acomodem. Não espere um tapinha nas costas pelo reconhecimento de uma tarefa bem feita, diz a coach. A atitude certa, segundo ela, é analisar você mesmo os resultados da sua performance e utilizá-los como recurso no plano de gestão da sua trajetória profissional.

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.