Scroll Top
Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Quanto tempo é o ideal para permanecer em um emprego? Especialista em RH responde
Especialista mostra como se explicar sobre a duração de um emprego durante uma entrevista
Por Exame | Tempo de leitura: 2 min
(Imagem criada por inteligência artificial)

Se o sonho dos baby boomers era ter a estabilidade de um emprego para a vida toda, 80% dos trabalhadores Gen Z, entre 18 e 24 anos, querem encontrar um novo trabalho, segundo pesquisa do Linkedin de 2023.

Para os mais velhos, não era incomum a ideia de que um CV que reunisse várias posições, cada uma com pouco tempo de trabalho, era mal visto. “Quando comecei minha carreira nos anos 1980, meus pais e todos os consultores de carreira diziam que você precisava ficar em um emprego por pelo menos cinco anos”, escreve Chris William, ex-VP de Recursos Humanos da Microsoft, em artigo para o Business Insider.

Hoje o mundo mudou. Para alguns, ficar 10 anos em uma empresa pode trazer a impressão de que se trata de um profissional acomodado, ou até mesmo desatualizado e que não encara novos desafios. Então, afinal, qual é o tempo adequado em um emprego? “Depende”, diz Chris.

“Conquistas são mais importantes do que a permanência”, diz ele. “O que um bom gerente de contratação procura é se você teve um impacto no negócio e se é alguém que consegue realizar coisas”. Alguns exemplos: participar ou liderar projetos importantes para o negócio, ou impactar métricas como receita, lucro ou satisfação de clientes.

“Se você consegue entrar em um emprego, fazer a diferença e seguir em frente em apenas um ano, ótimo”, diz. “Se você permanece em um emprego por mais de uma década, mas mostra esse tipo de impacto repetidamente ao longo de sua permanência, maravilhoso”.

O que não pega bem é: ou ficar um tempão em uma posição e não ter nenhum exemplo de projeto interessante ou métrica clara para mostrar o sucesso nesse período, ou saltar de um emprego para outro antes de ter tempo de demonstrar relevância e impacto do seu trabalho. “Eles querem que você mostre que seu tempo, por mais longo que seja, em cada função, foi bem empregado”, aconselha Chris.

A lição é fazer a diferença onde estiver. “Concentre sua atenção não em quanto tempo você está em seu emprego”, diz o executivo. “Mostre que sua permanência, qualquer que tenha sido, foi do tamanho certo”.

É fácil trocar de emprego?

É verdade que a motivação financeira é a maior mola propulsora para substituir um emprego.”A maneira mais rápida de obter um salário maior hoje é trocar de emprego – ser contratado em outro lugar é muito mais fácil do que ser promovido internamente”, diz Chris.

No entanto, mudar de emprego ainda tem custos, alerta o especialista. “Você perde todas as conexões internas que trabalhou duro para construir. Essa rede ajuda a tornar seu trabalho mais fácil e muitas vezes mais agradável”, diz. “Se você é um funcionário valorizado, sua reputação o precede em cada nova oportunidade. Começando um novo emprego, você não tem nada disso”.

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.