Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Proibido de trabalhar de bermuda, homem vai de saia
Page/Post Excerpt

O Globo

Quem trabalha em ambiente sem ar condicionado, no Rio de Janeiro, está sofrendo nos últimos dias. É o caso do ilustrador André Amaral Silva, de 41 anos, que trabalha no prédio do Centro Administrativo do Estado do Rio, no Centro, onde homens são proibidos de entrar de bermudas. A proibição, no entanto, não vale para mulheres, que podem também usar saias. Inconformado com a limitação, André achou uma alternativa inusitada: foi trabalhar de saia.

André postou sua foto no ambiente de trabalho usando saia numa rede social e, em sete horas, foram mais de 8 mil curtidas e mais de 5 mil compartilhamentos. Em seu post, André conta que, na chegada ao prédio, foi alertado pelo porteiro de que não poderia entrar:

“O rapaz da portaria quis me barrar, entre surpreso e constrangido, e pediu que eu me dirigisse ao administrador do prédio, que é policial militar. Expliquei para ele a situação e o mesmo, muito gentil e cordato e, sem a mínima surpresa, orientou o porteiro dizendo a ele: – De saia pode deixar entrar.”

Como ainda faltam pelo menos dois meses para o verão acabar, as saias podem virar parte do armário do carioca. Ele diz que não planeja devolver para a sua mulher a saia usada hoje.

Recentemente, uma campanha na internet pediu que as empresas permitissem a entrada de funcionários de bermuda. A prefeitura adotou a prática, mas a medida não vale para prédios do estado, como o que André trabalha.

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.