Scroll Top
Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Plano de carreira: o que é e como fazer
Sônia Lesse, especialista em Diversidade e Inclusão e diretora de Experiências na Profissas, explica como criar um plano de desenvolvimento profissional eficiente — e evitar a autossabotagem
Por Exame | Tempo de leitura: 6 min
(Klaus Vedfelt/Getty Images)

2023 chegou! Com ele, surgem novos planos pessoais e profissionais. A virada do ano também é oportunidade para rever os objetivos alcançados nos últimos meses e pensar sobre o futuro. Afinal de contas, nada melhor do que aproveitar esse recomeço para se organizar, planejar e correr atrás dos sonhos, não é mesmo?

Quando o assunto é “lista de metas”, o desenvolvimento da carreira ganha destaque entre as pessoas. Isso acontece pois, como passamos a maior parte da vida nos dedicando a um ou a vários trabalhos, é normal que a nossa vontade seja ter experiências que proporcionem alegrias, aprendizados, motivação e bem-estar para seguir em frente com equilíbrio, satisfação e saúde mental.

Entretanto, desenvolver a carreira nem sempre é fácil! Exige planejamento, dedicação e foco. Tudo isso, em paralelo com a correria entre casa e trabalho, ter tempo para a família, amigos, se alimentar bem, entre outras coisas imprescindíveis nos 365 dias do ano.

Nessa jornada de transformação para impulsionar a carreira, existem aspectos subjetivos e individuais que precisam ser compreendidos e respeitados e todos eles devem estar conectados com quem você é e o que é importante pra você.

As pessoas são diversas, com realidades, bagagens sociais e histórias diferentes. Desse modo, não podemos considerar a mesma trilha de desenvolvimento para todos os indivíduos.

Então, se você quer colocar em prática um plano de carreira, saiba que existem caminhos reais para concretizar o que foi proposto na lista de desejos do início de ano. Abaixo, vou te apresentar alguns conceitos e dicas para que o seu planejamento saia do papel.

Mas, na prática, o que significa um plano de carreira?

Quando falamos de plano de carreira, é importante destacar que existem dois tipos: o pessoal e o corporativo. Para ambos, trata-se de um conjunto de metas ou caminhos a serem seguidos para que uma pessoa atinja o lugar desejado profissionalmente (seja dentro ou fora de uma organização).

No plano pessoal, a pessoa cria uma proposta que visa aprimorar suas competências e habilidades para atingir um ou mais propósitos. Na maioria dos casos, esse projeto é criado pelo indivíduo para conquistar um emprego ou mudar de cargo e/ou empresa. Preparar um plano possibilita que a pessoa conheça suas potencialidades e oportunidades de desenvolvimento e trabalhe para impulsionar suas habilidades até que seu objetivo seja conquistado.

Muitas pessoas querem conquistar cargos de liderança dentro de uma companhia. Outras querem trabalhar fora do país ou empreender em um negócio. Pode-se dizer que o plano de carreira são as ferramentas utilizadas para alcançar tais metas.

Mas por que isso é importante pra você? A resposta para essa pergunta é muito importante, por trazer sentido e significado para o seu “querer”. Seus objetivos de carreira estão conectados com o que você deseja e acredita para seu futuro?

No plano de carreira organizacional (também chamado de PDI, performance review e mapa de performance), a empresa estabelece uma trilha de desenvolvimento e/ou sucessão para as pessoas colaboradoras.

A ferramenta é um direcionador de desenvolvimento, para que as pessoas colaboradoras alcancem os indicadores de performance alinhados com a liderança. Também funciona como um fator de motivação para o time, pois permite que cada pessoa esteja sempre em movimento de melhoria e amadurecimento na carreira.

Como desenvolver o plano de carreira?

Antes de qualquer coisa, um plano de carreira deve iniciar pela especificação dos objetivos. Depois de definidos, a pessoa precisa seguir um projeto para colocar o seu desenvolvimento em prática. Alguns elementos são essenciais para trilhar esse caminho. Apostar neles pode ser a chave para ter um plano de carreira de sucesso.

O primeiro passo, e talvez o mais importante, é ir em busca de autoconhecimento. Essa jornada auxiliará o profissional a ter mais confiança para traçar um plano.

Quando nos conhecemos, tomamos decisões mais acertadas e conscientes, reconhecendo, inclusive, nossas potencialidades, nosso perfil motivacional e interesses, o que pode facilitar, por exemplo, decidir entre fazer um curso, contratar mentoria ou iniciar um projeto pessoal. Por isso, o autoconhecimento deve fazer parte do nosso planejamento, pois nos ajuda a identificar quando parar e redefinir os projetos, se necessário.

Uma dica é buscar ajuda de especialistas, especialmente quando não se sabe por onde começar o plano ou mesmo definir um objetivo. Ouvir conselhos e direcionamentos pode ser uma boa opção para tirar os planos do papel. Uma mentoria qualificada te oferece dicas sobre como seguir com sua carreira, quais cursos fazer, quais pós-graduações ou especializações são melhores, entre outros pontos cruciais para o seu crescimento.

Para quem sente insegurança em decidir por objetivos, não sabe bem o que gosta ou lida com desafios emocionais, o ideal é buscar por psicoterapia.

Este é o caminho mais seguro para lidar com os desafios socioemocionais e psicológicos, como depressão, burnout, ansiedade e violências que sofremos inclusive no ambiente corporativo. Não há planejamento capaz de dar conta disso.

Outra coisa a se considerar no plano de carreira é a gestão do tempo. Uma vez que os objetivos foram definidos, é importante saber quando você irá realizar cada ação. Organizar e planejar a rotina nem sempre é simples, mas através da gestão do tempo é possível lidar de forma mais sustentável e eficiente frente às tarefas que temos no dia-a-dia.

Alguns dos benefícios da gestão do tempo é o fortalecimento da flexibilidade e da adaptabilidade diante dos muitos compromissos que temos, sejam eles profissionais ou não.

Dessa forma, ao fazer seu plano de carreira, considere a administração do tempo para colocar as atividades em prática. Há diversas ferramentas disponíveis, mas uma agenda ou planner funcionam muito bem. Escolha uma alternativa que seja prática e viável pra você.

No período de execução do plano de carreira, pode ser que você precise reavaliar as metas, vendo se elas ainda são viáveis e tangíveis.

Como estamos inseridos em um ambiente dinâmico e em constante transformação, é importante ter atenção para o que precisa ser alterado, seja nos objetivos ou até mesmo na maneira como eles estão sendo direcionados.

Para isso, tenha em mente a importância de ter um plano bem elaborado de carreira, incluindo também as imprevisibilidades do dia-a-dia. O desenho de um projeto nos ajuda, inclusive, a saber como lidar com os desafios que podem surgir.

Mas atenção: seu plano não deve ser fixo e imutável! Deixe sempre espaço para a espontaneidade e boas surpresas. As coisas podem mudar e isso se tornar a melhor coisa da sua vida.

Cuidado com os sabotadores

Você já sentiu como se não conseguisse sair do lugar, profissionalmente falando? Muitas vezes vemos amigos, colegas e parentes sendo promovidos e tendo as carreiras transformadas bem rápido, mas, por algum motivo, sentimos que a nossa continua estagnada e sem perspectivas de melhoras. Por que será que isso acontece?

Porque estamos comparando uma fotografia com a vida real! O que sabemos da vida do outro é a fotografia que esta pessoa compartilha publicamente. Cada um enfrenta desafios diferentes, em maior ou menor grau, para conquistar seus objetivos. Se comparar com outras pessoas apenas para se inferiorizar, se sentir menos capaz ou atrasada, é uma forma de sabotagem!

Muitas pessoas levam mais tempo para ter acesso a oportunidades e informação e, quando chegam até ela, outras já tiveram antes. Há ainda as barreiras sociais que impedem que pessoas de grupos representativos tenham igualdade de oportunidades. Eu, por exemplo, só pude comprar minha casa própria e ter acesso a investimentos há pouco tempo.

Conhecer a jornada de outras pessoas que sejam parecidas com você, pode ser muito inspirador e trazer ideias para você aplicar na sua vida. Mas não há receita de bolo: faça as adaptações necessárias para que tenha conexão com o que realmente importa pra você.

Se concentre em você! Faça uma autoavaliação e veja as competências e habilidades que podem te fazer voar, melhorando aquelas que ainda estão meio escondidas ou subaproveitadas.

E lembre-se: cada pessoa é única! Tenha em mente que o seu tempo é diferente do tempo do outro, ok? Mesmo que existam regras de organização e planejamento que sirvam para mais profissionais, precisamos entender que cada ser tem sua história e vivencia desafios diferentes para se desenvolver na carreira.

A regra também vale para empresas! Quando uma liderança ou RH for apoiar a elaboração de um plano de carreira, é imprescindível conhecer a realidade de cada pessoa, respeitando o momento profissional dela e suas individualidades. A companhia deve ser rede de apoio neste processo, entendendo que os profissionais não possuem somente habilidades para serem desenvolvidas, mas também medos e inseguranças que precisam ser trabalhados!

E aí? Já começou a fazer um plano de carreira para você ou para as pessoas colaboradoras da sua empresa em 2023? Se ainda tem dúvida sobre como começar, inicie respondendo a seguinte pergunta: o que eu preciso fazer para realizar o próximo passo na minha carreira?

Por Sônia Lesse, especialista em Diversidade e Inclusão e diretora de Experiências na Profissas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.