Scroll Top
Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Governo vai abrir mais 10 mil vagas de concurso até 2026, diz ministra da Gestão
Número se soma às 9 mil já autorizadas neste momento
Por Terra | Tempo de leitura: 2 min
(Imagem criada por inteligência artificial)

Responsável pelo ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), Esther Dweck anunciou uma boa notícia para os ‘concurseiros’: o governo federal pretende abrir mais 10 mil novas vagas até 2026. A ministra ainda adiantou que um novo Concurso Nacional Unificado (CNU) pode acontecer entre 2025 e 2026. 

As novas vagas se somariam às outras 9 mil já autorizadas pela União. A expectativa, segundo Esther Dweck, é de pelo menos dobrar o número em até dois anos, com exceção da educação e militares, que contam com regras próprias. As informações são do jornal O Globo.

A ministra afirmou ao veículo que considera entre 18 e 20 mil um número razoável de novas contratações até 2026. De acordo com ela, o MGI vem trabalhando na possibilidade e “olhando o espaço orçamentário”. 

Apesar do otimismo para uma nova edição do ‘Enem dos concursos’, Dweck destacou que não há nada confirmado ainda. A ministra ressaltou que há, sim, possibilidade de acontecer no ano que vem, mas que ainda depende da quantidade de vagas autorizadas pelo governo.  

Reajuste dos servidores

Para aqueles que já são servidores públicos, a ministra compartilhou uma notícia não tão boa assim. Segundo Esther Dweck, não há mais espaço para aumento salarial ainda neste ano por questões orçamentárias. A ministra ainda não tinha descartado o reajuste.

A responsável pela gestão de servidores públicos, concursos e estatais explicou a decisão: “O impacto cheio dos 9% de reajuste do ano passado, com pagamento a partir de junho de 2023, está ocorrendo neste ano e consome um espaço no Orçamento de mais de R$ 4 bilhões”, detalhou. 

Esther Dweck contou ainda que o governo tem um orçamento de ampliação da folha de quase R$ 7 bilhões e, se escolhessem pelo aumento linear, o percentual seria pequeno e beneficiaria apenas quem ganha mais. “Então optamos por direcionar para os benefícios, principalmente o auxílio-alimentação, que acaba beneficiando quem ganha menos”, explicou.

Para os próximos anos, a expectativa, além dos 9% já anunciados, é de um aumento de 4,5% em 2025 e o mesmo percentual para 2026. Ao final dos quatro anos do governo Lula, o aumento no salário dos servidores civis chegaria a 18% no acumulado. 

“Com isso, [os servidores civis] terão os mesmos 18% que o Legislativo e o Judiciário tiveram, parcelado em três anos. Por enquanto, é o espaço fiscal que a gente tem”, considerou Dweck.

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.