Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Faculdade de Negócios de Harvard passa a oferecer bolsa de 100%
Medida é parte de uma série de ações da instituição para deixar seu programa de MBA mais acessível
Por Universidade do Intercâmbio | Tempo de leitura: 3 min
(Petr Kratochvi/Public Domain/Divulgação)

Em um esforço para tornar seu MBA acessível para uma gama maior de estudantes, a Harvard Business School (HBS) anunciou nesta terça-feira, 16, que fornecerá bolsas de estudo para cobrir o custo total das mensalidades e taxas do curso para aqueles com a maior necessidade financeira — aproximadamente 10% do corpo estudantil.

A Escola também informou que oferecerá mais auxílios para alunos de renda média, aumentando a porcentagem de estudantes que recebem algum tipo de bolsa de estudo.

Ambas as mudanças beneficiarão os alunos atuais e futuros e são as mais recentes de uma série de medidas que vêm sendo implementadas na última década para reduzir as barreiras financeiras na instituição.

“Sabemos que o talento é distribuído de forma muito mais uniforme do que a oportunidade”, disse o reitor da HBS, Srikant Datar.

“A Harvard Business School deve ser um lugar onde os futuros líderes mais talentosos possam alcançar seu potencial. Queremos remover as barreiras financeiras que estão em seu caminho e aliviar o peso da dívida para que eles possam se concentrar em se tornar líderes que fazem a diferença no mundo”.

Outras ações da faculdade

Ao longo dos últimos anos, a HBS trabalhou para tornar seu programa de MBA mais acessível para estudantes de diversas origens socioeconômicas.

Abordagens recentes incluem manter o custo das mensalidades estável desde 2019; lançar o Forward Fellowship, que oferece financiamento adicional para estudantes que fornecem apoio financeiro a familiares; revisar a fórmula de ajuda financeira para levar em consideração o histórico socioeconômico, além de renda pessoal; e instituir uma isenção de taxa de inscrição com base na necessidade financeira.

A HBS também avançou na inclusão socioeconômica, continuando a expandir o alcance para graduados de primeira geração e candidatos em potencial de diversas origens.

Em 2020, um esforço liderado por estudantes resultou na formação de uma “Força-Tarefa de Inclusão Socioeconômica” composta de alunos, professores e funcionários, e o lançamento de um Clube de Estudantes de Primeira Geração.

Em 2021, a HBS expandiu os programas de bem-estar financeiro, incluindo eventos de gestão financeira pessoal e workshops para alunos atuais e futuros.

No anúncio desta terça-feira, a faculdade sinalizou seu “compromisso contínuo com a acessibilidade e a inclusão socioeconômica”.

“Reconhecemos que as preocupações financeiras podem impedir que candidatos em potencial excepcionais considerem a faculdade como uma opção”, disse Chad Losee, diretor administrativo de admissões de MBA e ajuda financeira da HBS.

“Dado o impacto que estão causando em suas empresas e comunidades, é uma perda não só para eles, mas também para a sociedade como um todo. Ao financiar o custo total das mensalidades para alunos com maior necessidade financeira, nosso objetivo é garantir que futuros estudantes de todas as origens socioeconômicas, indústrias e partes do mundo tenham acesso à experiência da HBS”, completou.

Como funcionam as bolsas na Harvard Business School?

Há algum tempo a HBS concede ajuda financeira por meio de uma abordagem baseada em necessidades, o que é incomum para escolas de pós-graduação em administração.

A instituição usa uma fórmula que considera renda e ativos pré-MBA, histórico socioeconômico e dívida de graduação para determinar a necessidade financeira de estudantes nacionais e internacionais.

Aproximadamente 50% dos alunos recebem uma bolsa de estudos da HBS, com auxílios que variam de alguns milhares de dólares a mais de US$ 60 mil por ano.

A bolsa média anual baseada em necessidades da faculdade em 2021-2022 foi de US$ 42 mil (cerca de R$ 216 mil).

O orçamento anual de ajuda financeira para MBA da Escola excede os US$ 45 milhões em doações anuais e também conta com mais de 750 fundos de auxílio e pesquisa oferecidos por ex-alunos e benfeitores da HBS.

Com este compromisso adicional da Escola, cerca de 10% de todos os alunos — aqueles com maior necessidade financeira — receberão uma bolsa de estudos completa de US$ 76 mil para cada ano do programa de dois anos, na modalidade full tuition. Os alunos continuarão a ser responsáveis ??pelo custo de vida.

“A acessibilidade é de suma importância porque permite que pessoas de todas as origens, experiências e interesses se inscrevam na HBS”, disse Matthew Weinzierl, Reitor Associado Sênior do Programa de MBA.

“Nossa abordagem de ensino e aprendizagem baseada em casos depende muito de expor os alunos da HBS a uma ampla variedade de perspectivas, porque os estamos preparando para serem líderes em organizações e em um mundo marcado por vastas diferenças e diversidades humanas”.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.