Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Estes profissionais demoram até 1 ano para conseguir emprego
Page/Post Excerpt

exame

Menos oportunidades, mais profissionais disponíveis no mercado. Para 11 cargos esta é equação que não fecha e pode tornar longo o período de recolocação, segundo levantamento da consultoria Page Personnel, especializada em recrutamento de profissionais técnicos e se suporte à gestão.

Em alguns casos, a busca por emprego pode durar até um ano, como é o caso de supervisores de obras e profissionais da área de comércio exterior.

Confira as 11 carreiras destacadas pela Page Personnel, seus salários e as razões por que o tempo de espera para contratação é mais alto:

1. Supervisor de obras

Setor: Construção Civil – especialmente obras residenciais.
O que faz: Acompanhamento e supervisão de todas as etapas da obra.
Salário: 7 mil reais a 15 mil reais.
Tempo médio para conseguir emprego: 6 meses a 1 ano.
Motivo da demora: há menos lançamentos imobiliários por conta da grande quantidade de obras já lançadas e da alta taxa de vacância. Setor residencial é o mais afetado.

2. Engenheiro de Projetos Industriais

Setor: Industrial
O que faz: Coordena projetos dentro do portfólio de investimento da empresa, tais como reformas, ampliações e readequações de infraestrutura.
Salário: de 8 mil reais a 11 mil reais.
Tempo médio para conseguir emprego: 6 meses.
Motivo da demora: queda de investimentos devido ao recuo das atividades de produção. Há mais cautela no lançamento de produtos e ampliações de linhas. Capital tem sido direcionado à manutenção e processos.

3. Profissional de Comércio Exterior

Setor: Indústria
O que faz: lida com processos de comércio exterior como, por exemplo, documentação e garantia de entrega ou de recebimento do produto, da origem ao destino final.
Salário: de 6 mil reais e 8 mil reais.
Tempo médio para conseguir emprego: de 6 meses a 1 ano.
Motivo da demora: demanda de produção industrial está em baixa.

4. Analista Sênior / Coordenador Administrativo Financeiro

Setor: Indústria e Serviços
O que faz: supervisão e coordenação das atividades financeiras de tesouraria, podendo ter gestão sobre áreas de TI, RH e Facilities.
Salário: de 6 mil reais a 8 mil reais.
Tempo médio para conseguir emprego: 6 meses
Motivo da demora: é um profissional que atua em diversas áreas e precisa ter a confiança da gestão de pequenas e médias empresas, por isso a contratação leva mais tempo.

5. Analista Contábil Pleno

Setor: Indústria e serviços
O que faz: cuida da operação contábil: análises, classificações e conciliações. Ajuda a compor balanços e balancetes.
Salário: de 3,5 mil reais a 5 mil reais.
Tempo médio para conseguir emprego: 6 meses
Motivo da demora: falta qualificação e domínio de segundo idioma dificultam contratações.

6. Gerente de Vendas

Setor: Indústria e Serviços.
O que faz: supervisiona a equipe de vendas, acompanhando grandes negociações e fazendo a análise de vendas.
Salário: de 7 mil reais a 12 mil reais.
Tempo médio para conseguir emprego: 6 meses.
Motivo da demora: há menos oportunidades para posições gerenciais.

7. Analista de Marketing

Setor: Indústria e Serviços.
O que faz: atuam na comunicação interna ou externa.
Salário: de 4 mil a 8 mil reais.
Tempo médio para conseguir emprego: 6 meses.
Motivo da demora: área de marketing tende a sentir mais os efeitos da retração de mercado. Embora, as áreas de produtos e de análise de mercado sejam mantidas, o departamento de comunicação é mais afetado pela crise.

8. Secretária executiva

Setor: Corporativo.
O que faz: assessora executivos em questões como controle de agenda, logística de viagem, assuntos familiares e particulares, tradução e reuniões.
Salário: 6 mil reais
Tempo médio para conseguir emprego: 6 meses
Motivo da demora: reestruturações resultam em acúmulo de funções para secretárias que, agora, assessoram mais de um executivo. Há mais oferta de profissionais do que demanda.

9. Analista de Suporte

Setor: Consultorias de grande porte.
O que faz: atende e resolve chamados dos usuários. Faz registro de chamadas (em inglês) e resolve problemas técnicos e operacionais.
Salário: de 3 mil reais a 4,5 mil reais.
Tempo médio para conseguir emprego: 5 meses.
Motivo da demora: empresas querem profissionais que seja fluentes em inglês e espanhol o que torna mais difícil a recolocação de profissionais sem esta qualificação.

10. Gestor de TI

Setor: todos os segmentos.
O que faz: gerencia e negocia contratos com fornecedores. Gerencia terceiros e parceiros, além da área de TI, e também interage com outras áreas em questões estratégicas. Sua função é propor melhorias, conduzir projetos de tecnologia, identificar e administrar os riscos.
Salário: de 7,5 mil reais a 10 mil reais.
Tempo médio para encontrar emprego: 6 meses.
Motivo da demora: alto salário e perfil estratégico do profissional exigem mais tempo na tomada de decisão para contratação.

11. Analista de Recrutamento e Seleção

Setor: todos os segmentos.
O que faz: divulgação de oportunidades profissionais, análise de currículos, entrevistas de emprego com foco em competências, teste comportamentais e alinhamento de oportunidades com gestores de cada área da empresa.
Salário: de 3 mil a 5 mil reais.
Tempo médio para conseguir emprego: 6 meses.
Motivo da demora: cautela nas contratações diminuiu a demanda por profissionais desta área.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.