Scroll Top
Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Diversidade: programa da 99 quer acelerar carreira de profissionais negros e com deficiência
Iniciativa Acelera99 acompanha movimento de criar ações afirmativas para ampliar diversidade em diferentes postos, principalmente de liderança; funcionários tiveram curso de inglês gratuito e mentoria
Por Estadão | Tempo de leitura: 2 min
(99/Divulgação)

Alinhada ao movimento de colocar diversidade e inclusão cada vez mais em pauta nas empresas, a 99 lançou este ano um programa para acelerar a carreira de funcionários de grupos minorizados. Um dos objetivos da companhia é aumentar a diversidade em todas as posições, principalmente de liderança.

O Acelera99 teve início em junho com foco em pessoas pretas e pardas em nível de analista seniores e gerentes. Essa primeira edição contou com a parceria da consultoria Carreira Preta e formou 50 colaboradores em outubro.

Carla Caroline, analista de relações públicas sênior da empresa, participou da estreia do programa com o intuito de “olhar com mais cuidado” para a própria carreira e compreender os caminhos que a empresa poderia ofertar para quem deseja alcançar novos patamares corporativos.

“Mas, além disso, também era uma maneira de mostrar que quando há oportunidades, nós, pessoas negras, buscamos usufruir delas das melhores maneiras”, diz ela.

A analista conta que a experiência foi além do âmbito profissional e contemplou perspectivas pessoais a partir da troca de vivências com os demais participantes.

O programa tem uma jornada de treinamentos sobre habilidades necessárias para navegar pela organização e desenvolver a carreira. Os colaboradores tiveram curso de inglês totalmente subsidiado pela empresa e mentoria coletiva sobre carreira consciente. Aspectos de negócios também foram abordados.

“As trocas com os líderes que disponibilizaram tempo de estar conosco para contar sobre suas vivências e como traçaram seus rumos para o desenvolvimento profissional foi algo ímpar”, comenta Carla. Impulsionada, ela decidiu buscar mentorias externas, focar na fluência do segundo idioma com mais afinco e participar de outras iniciativas voltadas à aceleração de carreira de pessoas negras.

Carla também integra o 99Afro, grupo de afinidade da 99, e deseja ser mais atuante e contribuir para o crescimento de profissionais negros na companhia. “Sigo no caminho para desenvolver as soft skills pontuadas no programa para, em seguida, buscar a promoção para o próximo degrau que, no meu caso, é atingir a cadeira de gerência e mudar ainda mais as estatísticas”, planeja.

Diversidade em ação

Para levar as ações do papel à prática, o comitê de diversidade da 99 realiza semestralmente, desde 2020, o censo de diversidade e inclusão, que traz dados para mapear quais ações afirmativas são mais necessárias para atingir os objetivos da companhia.

O levantamento mais recente mostrou que mulheres ocupam 54% dos cargos gerais e representam 47% dos cargos de liderança. Mais de 28% dos postos são ocupados por pessoas pretas e pardas, e 27% por pessoas da comunidade LGBT+.

Segundo a empresa, a proposta também é alinhar os objetivos organizacionais com o propósito de carreira das pessoas. Por isso, o Acelera99 tem conexão com o Plano de Desenvolvimento Individual dos colaboradores.

A segunda edição do programa, lançada ainda em outubro, tem foco no desenvolvimento de pessoas com deficiência a fim de preparar os profissionais para oportunidades de carreira. Nessa formação, há parceria da empresa de impacto social Alicerce Educação.

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.