Scroll Top
Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Clube ou praia no escritório? Trabalho presencial ganha novos ambientes e cresce no Brasil
Empresas estão modernizando seus escritórios para manter e atrair talentos
Por Exame | Tempo de leitura: 3 min
Fernando Bottura, da GoWork (GoWork/Divulgação)

Com a pandemia, muitas empresas se depararam com um grande desafio: trazer seus funcionários para o escritório, após um longo período de home office. Fato é que para manter e atrair talentos muitas companhias estão buscando modernizar seus escritórios para que o trabalho presencial seja mais leve e atrativo.

Foi pensando nessa nova necessidade que o Magazine Luiza criou a “Arena Magalu”. O clube, que fica localizado no escritório de São Paulo, conta com quadras para prática esportiva (beach tênis, futebol, tênis, basquete), academia, churrasqueira, além de áreas de relaxamento.

“Acreditamos muito no valor que as relações presenciais causam nos times, sobretudo para o estabelecimento de vínculo e de sinergia entre os colegas. Por isso, era natural que, além dos ambientes de trabalho, tivéssemos também locais em que o colaborador pudesse encontrar entretenimento e opções de saúde e bem-estar”, afirma Patricia Pugas, diretora executiva de gestão de pessoas do Magalu.

(Magazine Luiza/Divulgação)
(Magazine Luiza/Divulgação)

Patricia ressalta que as filiais que possuem mais de mil funcionários contam com espaço de convivência com churrasqueira, sala de jogos e salas de relaxamento. Nos demais locais, eles têm à disposição o benefício do Gympass.

“O Magalu sempre foi uma empresa que valoriza o calor humano, o olho no olho, o contato direto, portanto, gostamos de estar próximos e juntos. Também somos muito focados em trabalhar duro até atingir o resultado, de maneira que todas essas comodidades melhoram o ambiente e fazem com que as pessoas ganhem mais qualidade de vida, uma vez que podem optar por práticas esportivas no ambiente de trabalho, economizando tempo e recursos financeiros.”

Quais setores estão investindo no retorno presencial

Enquanto algumas empresas como o Magalu reformulam seus escritórios, outras buscam atrair seus funcionários por meio do coworking. Segundo Fernando Bottura, fundador e CEO da GoWork (maior rede brasileira de coworkings), o coworking nasceu como uma proposta de trabalho híbrido por empresas ligadas à tecnologia e startups, mas após a pandemia esse modelo está sendo a solução definitiva para escritórios de empresas tradicionais, que vão desde escritórios de advocacias a grandes fábricas.

“Fizemos um prédio inteiro para a Qualicorp para 1300 colaboradores na Paulista, uma empresa tradicional de seguro de saúde. Acho que esse investimento está crescendo no Brasil porque as empresas estão buscando mais por espaços integrados, criativos, que agregam valores profissionais e pessoais ao colaborador.”

Após a pandemia, a GoWork teve um aumento de 60% do faturamento, comparando dezembro de 2019 a dezembro de 2022. Já a quantidade de estações de trabalho cresceu 57% no mesmo período.

“Esse aumento aconteceu porque vemos hoje muitas empresas buscando a volta ao presencial, mas, sobretudo, querem um modelo de escritório diferente do que ofereciam antigamente. O escritório agora está focado no colaborador e tem por objetivo gerar uma experiência que faça com que ele vá ao trabalho com prazer.”

O que o trabalho presencial pode trazer de novo?

O diferencial desses escritórios coworking está no design personalizado com estruturas bem disruptivas que tornam terraços em salas de reuniões a céu aberto e instalam até praia artificial no centro de São Paulo.

“Buscamos oferecer entretenimentos que vão desde mesa de sinuca a quadras de esportes diversos, e desde 2019, ano que instalamos a primeira praia artificial na garagem de uma startup imobiliária, buscamos oferecer em cada coworking algum tipo de apelo que tire essa sensação de escritório urbano, levando mais verde e natureza para essa selva de pedra que é São Paulo.”

Segundo o CEO, o investimento em coworking também visa trazer um benefício que o home office não oferece: a interação social com profissionais de outras empresas. Os prédios da GoWork costumam ter um cliente por andar o que permite a interação de profissionais de companhias diferentes, com troca de informações, experiência, cultura e até amizades.

“A pandemia veio para repensar o modelo do escritório. Não foi apenas uma mudança de design, é uma mudança de cultura. O ambiente de trabalho tem que ser um lugar onde todas as vantagens da interação humana se florescem, e para que isso aconteça, ele não pode ser mais maçante, ele tem que trazer mais do que o velho e antigo escritório convencional”.

Deixe um comentário

Leave the field below empty!

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.