Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Bayer lança concurso para premiar estudantes negros de comunicação
Projeto vai premiar campanhas publicitárias criadas por jovens negros com cursos de extensão em escolas renomadas, como Miami Ad School, SP School e Perestroika
Tempo de leitura: < 1 min


(Getty Images/Klaus Vedfelt)

De acordo com o IBGE, 56,10% da população brasileira é negra. Porém, apenas 3% dos profissionais de comunicação e marketing se declaram negros ou pardos.

Pensando nisso, a empresa química e farmacêutica Bayer anunciou o projeto Ouse Transformar, que vai premiar estudantes de comunicação negros com cursos em escolas que são referência na área.

Criado em parceria com o Clube de Criação, organização sem fins lucrativos que reúne publicitários. Para participar, os interessados devem acessar o site e se inscrever gratuitamente até o dia 16 de junho.

Na prática, cada estudante deverá desenvolver uma campanha publicitária para a marca de antialérgico Claritin, do portfólio de saúde da Bayer, seguindo as orientações do regulamento.

Cada candidato poderá participar com um conceito de campanha e a inscrição deverá ser individual. Os vencedores serão anunciados na segunda quinzena de julho, por meio das redes sociais da Bayer Brasil e do Clube de Criação.

Todos os projetos inscritos serão avaliados por um júri composto por diversos profissionais de agências e empresas renomadas do país, entre eles: Camila Rodrigues (W+K), Felipe Silva (Gana), Cristina Naumovs (apego.inc) Gabriela Moura (Soko), Laura Esteves (Galeria), Mariana Sá (WMcCann), Paulo Damasceno (GUT) e Wal Tamagno (Alice Filmes).

O júri elegerá os 10 melhores candidatos, que serão premiados com cursos de extensão em escolas referências do setor criativo no Brasil, sendo:

  • 1º lugar um curso na Miami Ad School (o estudante poderá escolher um curso de até R$ 8.000,00);
  • 2º lugar um curso na SP School (o estudante poderá escolher um curso de até R$ 1.000,00);
  • 3º ao 10º lugar um curso na Perestroika (cada estudante poderá escolher um curso de até R$ 800,00).

Os estudantes premiados terão um prazo de seis meses para escolher o curso desejado, e os prêmios não poderão ser trocados por dinheiro ou quaisquer outros produtos. Todos os participantes inscritos ainda estarão aptos a participar de processos seletivos na Bayer.

“O acesso à educação é uma grande ferramenta para gerarmos mais oportunidades para a comunidade negra por meio da qualificação profissional, contribuindo assim para o sucesso de sua trajetória”, diz Patricia Corsi, Diretora Global de Marketing e Digital da divisão de Consumer Health da Bayer.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.