Av. Senador Lemos, Umarizal, Belém/Pará
Após trabalhar 3 dias seguidos, jovem morre na Indonésia
Page/Post Excerpt

Exame

Após ter supostamente trabalhado por três dias seguidos, Mita Diran, então redatora da agência Young&Rubicam da Indonésia, morreu neste final de semana.

O pai dela, Yani Sarizal, que é diretor de criação de outra agência, teria confirmado, via mensagem de texto, que ela entrara em coma por excesso de trabalho.

Uma hora depois, uma colega de Sarizal afirmou que a jovem também teria ingerido a bebida energética Kratingdaeng, uma espécie de versão tailandesa do Red Bul. O coração de Mita não teria resistido à combinação, segundo informações de imagem publicada no site Venusbuzz.

No sábado, às 8h47 da manhã, a jovem postou na rede de microblogs Twitter a seguinte mensagem: “30 horas de trabalho e ainda sigo forte”.

Ontem, o braço indonésio da Y&R divulgou, em sua conta no Facebook , uma nota lamentando a morte da funcionária: “Mita era uma redatora talentosa com um sorriso gentil e que sempre irá viver em nossos corações”. Segundo o comunicado, a agência seria fechada hoje.

Segundo informações de sua página no LinkedIn, Mita trabalhava há 1 ano e 8 meses no grupo. Antes disso, havia atuado como escritora freelancer.

Em agosto, um estagiário do Bank of America também teria morrido por excesso de trabalho em Londres. O jovem de 21 anos sofria de epilepsia e teria virado pelo menos três noites trabalhando.

Deixe um comentário

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através de seu navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.