TRT condena empresas por demitirem porteiro pelo cavanhaque


O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo condenou duas empresas por demitir um porteiro que se recusou a tirar o cavanhaque.

O trabalhador alega que só soube da exigência três meses depois de ser contratado e agora deve receber R$ 6 mil de indenização.

O TRT considerou a prática abusiva e inaceitável. Assista ao vídeo do CNJ:

Deixe um comentário