Por produtividade, Seul permitirá soneca no trabalho

Exame

A prefeitura de Seul, capital da Coreia do Sul, vai começar a permitir que seus funcionários tirem uma soneca de até uma hora no meio do expediente, na parte da tarde. A informação é do jornal The Korea Times.

Um porta-voz do governo da cidade disse à publicação que os empregados serão autorizados “a tirar um cochilo entre as 13 e as 18 horas”. O objetivo é aumentar a produtividade.

Ele também disse que muitos funcionários da prefeitura já têm o hábito de aproveitar o horário de almoço (entre o meio dia e as 13h) pra dormir no escritório e que os lounges que há por lá são pouco utilizados porque a equipe não era autorizada a descansar durante as horas de trabalho.

Para aderir a siesta, como o cochilo é chamado por lá, os trabalhadores terão que formalizar um pedido para seus supervisores quando chegarem no trabalho, ainda pela manhã. Eles precisarão ainda compensar a hora de sono antes ou depois do expediente.

Por conta disso, o próprio órgão acha que a medida não será abraçada pela maioria. “Os funcionários podem usar os lounges, salas de conferência e outros lugares para descansar. Francamente, eu não acho que muitos deles sairão para a siesta porque eles terão que repor as horas perdidas”, disse o porta-voz.

Mesmo assim, o representante do governo garante que mais dinheiro será investido para criar espaços de descanso no próximo ano.

Se tudo correr como o esperado, a prefeitura de Seul será a primeira instituição pública a fazer esse tipo de concessão no país, conhecido por ter uma das mais longas jornadas de trabalho diárias do mundo.

Deixe um comentário