Para recrutadores, mentira é o erro mais grave dos candidatos

O Globo

Mentir sobre a formação ou experiência profissional é o erro mais grave dos candidatos nas entrevistas, segundo a “Pesquisa dos Profissionais Brasileiros da Catho – edição 2013”, que traça um panorama sobre a contratação, demissão e carreira dos profissionais do país. Além da mentira, falar palavrões e ser arrogante também estão no topo dos comportamentos considerados graves por aqueles que estão contratando.

Embora estes sejam os piores da lista, não são os mais comuns, revela a pesquisa. Insegurança, falar apenas o que foi perguntado e cometer erros de português são os erros mais frequentes.

A pesquisa traz também informação sobre o que os recrutadores consideram determinante para contratação. O desempenho nas entrevistas e competências comportamentais são os fatores que mais pesam na hora de contratar um candidato. Numa escala de 0 a 10, o desempenho na entrevista levou nota 7,1 e as competências comportamentais, 7.

— Com o mercado aquecido, chegar à entrevista é um grande passo. O candidato tem de aproveitar esta oportunidade para mostrar o seu melhor e impressionar o recrutador com sua experiência profissional, seguida de exemplos bem sucedidos que a comprovem e vontade de fazer parte da empresa — aconselha a gerente de RH da Catho, Angélica Nogueira.

O levantamento, que desde 1988 é lançado a cada dois anos, mas passará a ter publicação anual a partir deste ano, contou com 53.622 respondentes de 1677 municípios de todo o Brasil. Do total de entrevistados, 56,6% estão empregados; sendo que 35,9% são de grandes empresas (com mais de 500 funcionários). A pesquisa foi feita no período de 24 de fevereiro a 18 de março de 2013.

Deixe um comentário