O 1º emprego inusitado de 20 pessoas de sucesso

exame

Nem toda carreira de sucesso tem uma receita predefinida. Basta ver que muitas das figuras mais bem sucedidas da atualidade começaram a trabalhar em áreas que pouco têm a ver com as posições que ocupam hoje.

A trajetória imprevisível é o que existe em comum entre nomes como Barack Obama, Warren Buffett e Oprah Winfrey, por exemplo.

Poucos apostariam que um sorveteiro, uma vendedora de mercearia e um entregador de jornais seriam hoje, respectivamente, o presidente dos Estados Unidos, a maior apresentadora de televisão do mundo e um dos investidores mais ricos do planeta.

A seguir, navegue pelas fotos para conhecer os primeiros empregos de 20 pessoas de sucesso:

1 Warren Buffett – Entregador de jornais

O megainvestidor Warren Buffet, CEO da Berkshire Hathaway, não conseguiu sua fortuna de 61 bilhões de dólares de um dia para o outro.

Já aos treze anos, ele trabalhava como entregador de jornais para o Washington Post, de acordo com o site bio.

No mesmo ano, investiu 1,2 mil dólares de suas economias em uma fazenda. Era o começo da carreira de um dos homens mais ricos do mundo.

2 Oprah Winfrey – Vendedora de mercearia

A apresentadora de televisão bilionária Oprah Winfrey teve uma infância difícil.

Antes de chegar ao topo, ela trabalhou como vendedora em uma mercearia na cidade de Nashville, como conta à Forbes.

Foi após conquistar uma bolsa de estudos na Tennessee State University que sua trajetória mudou de curso.

Hoje, a dona de um dos talk shows de maior sucesso nos Estados Unidos é dona de um patrimônio estimado em 3 bilhões de dólares.

3 Silvio Santos – Camelô

O exemplo mais clássico entre os brasileiros é Silvio Santos. O apresentador iniciou sua carreira como camelô no Rio de Janeiro.

Aos 16 anos, o comerciante de família humilde vendia canetas e capas para título de eleitor nas ruas da cidade.

Foi aí que o potencial de sua voz foi reconhecido. Convidado para fazer um teste na Rádio Guanabara, Silvio levou o primeiro lugar e foi contratado. Nunca mais saiu do ramo.

4 Barack Obama – Sorveteiro

O homem mais poderoso do mundo não começou sua carreira como político. Quando adolescente, Barack Obama trabalhou como vendedor na sorveteria Baskin-Robbins, segundo apurou a Time.

O emprego pode até destoar da atual posição do presidente dos Estados Unidos, mas há quem diga que foi lá que ele aprendeu a trabalhar sob pressão, a lidar com seus clientes e a se comunicar melhor.

5 Indra Nooyi – Recepcionista

Para pagar seus estudos na Yale University, a atual CEO da PepsiCo trabalhava como recepcionista no prédio de seu dormitório.

Como a mensalidade era muito alta para sua renda, a então estudante pegou o turno da noite, que pagava 50 centavos de dólar a mais por hora trabalhada.

6 Jeff Bezos – Chapeiro no McDonald’s

Muito antes de fundar a gigante de comércio eletrônico Amazon, Jeff Bezos passou muitas férias de verão trabalhando como chapeiro no McDonald’s.

Segundo o empresário, o maior desafio na rede de fast-food era manter a calma e o foco durante o horário de pico.

7 Ralph Lauren – Balconista

Criado no Bronx, bairro de classe baixa em Nova York, Ralph Lauren sempre teve como uma de suas metas ser milionário.

Apesar de sua paixão pela alta costura, o estilista foi balconista em um bar antes de começar a vender gravatas.

Hoje, multiplicou seu sonho de juventude: não é apenas milionário, mas dono de uma fortuna avaliada em 4,6 bilhões de dólares.

8 Howard Schultz – Operador de xerox

O atual CEO da Starbucks, Howard Schultz, trabalhou em uma loja de xerox após se formar na University of Northern Michigan. Pouco tempo depois, se tornou gerente de uma cafeteria da rede Starbucks, ainda pequena na época.

Daí em diante, cresceu junto à companhia, como explica o site bio.. Hoje, a empresa tem mais de 16 mil unidades espalhadas pelo mundo e Schultz é dono de uma fortuna de 2 bilhões de dólares.

9 Jack Ma – Guia turístico

Antes de fundar o grupo Alibaba, o chinês Ma Yun foi rejeitado em uma série de entrevistas de emprego – inclusive no KFC. Apesar das sucessivas derrotas, não desistiu de crescer na carreira.

Por nove anos, trabalhou de graça como guia turístico para aprender inglês e conhecer melhor a cultura do Ocidente. Foi nessa época que mudou de nome, para Jack Ma, pois Ma Yun era difícil de pronunciar.

10 Marissa Mayer – Vendedora de bombons

A CEO do Yahoo, Marissa Mayer, contou à Forbes que aprendeu o valor da ética do trabalho em seu primeiro emprego, aos 16 anos.

A executiva considera que foi vendendo bombons em uma confeitaria em Wisconsin que teve seu primeiro contato com alguns dos principais fundamentos da economia.

11 Lloyd Blankfein – Vendedor de salgadinhos

Muito antes de virar presidente-executivo do Goldman Sachs, um dos homens mais infuentes de Wall Street teve que subir e descer muitas escadas.

Em entrevista ao New York Times, Lloyd Blankfein contou que teve seu primeiro emprego aos 13 anos, como vendedor de salgadinhos e refrigerantes em um estádio de beisebol.

Segundo ele, um refrigerante à época custava 20 centavos de dólar e, para cada produto vendido, sua comissão era de apenas 10%.

12 Doug McMillon – Funcionário do estoque

Diferentemente de outros nomes da lista, Doug McMillon começou a sua carreira na mesma empresa em que hoje é CEO: o Walmart.

O impressionante é que seu primeiro trabalho foi na base da cadeia corporativa, como funcionário do estoque da companhia no Arkansas.

Segundo ele, foi lá que desenvolveu competências básicas, como o trabalho em equipe e o foco em metas da empresa.

13 David Murdock – Frentista de posto de gasolina

O presidente-executivo da maior produtora global de frutas e vegetais, a Dole Food Company, começou sua carreira abastecendo carros.

De origem pobre, David Murdock precisou abandonar a escola antes do ensino médio e trabalhar para ajudar a família. Hoje, o ex-frentista de posto de gasolina tem um patrimônio avaliado em 2,9 bilhões de dólares.

14 Donald Trump – Coletor de garrafas

Apesar de nunca ter passado dificuldades, o magnata e pré-candidato a presidente dos Estados Unidos Donald Trump teve suas primeiras experiências com o trabalho bastante cedo.

Na infância, ele e o irmão coletavam garrafas vazias de refrigerantes em construções para trocar por dinheiro. Segundo ele, a quantia adquirida era baixa, mas lhe ensinou lições importantes.

15 Michael Dell – Lavador de louças

Muito antes de sonhar se tornar dono de uma das maiores fortunas do mundo, o jovem Michael Dell precisou lavar muita louça.

Foi esfregando pratos em um restaurante chinês, aos 12 anos, que o fundador e CEO da Dell Inc. teve sua primeira experiência no mundo do trabalho.

16 Michael Bloomberg – Atendente de estacionamento

O magnata e ex-prefeito de Nova York nunca passou fome, mas precisou trabalhar duro para pagar sua faculdade.

Antes de construir seu império midiático e conquistar uma fortuna de 38,1 bilhões de dólares, Michael Bloomberg teve que pegar dinheiro emprestado para pagar as mensalidades da Johns Hopkins University.

Para pagar a dívida, trabalhou como atendente em um estacionamento da cidade.

17 Beth Comstock – Trabalhadora em fábrica

A diretora de marketing da General Electric aprendeu o valor do trabalho duro em uma fábrica de produtos de cozinha. Durante a faculdade, tudo o que Beth Comstock queria era tirar uma folga dos estudos.

Porém, acabou mais sobrecarregada ainda em uma unidade da Rubbermaid. Segundo post dela no LinkedIn, foi em seu primeiro emprego que aprendeu a importância do trabalho em equipe na superação de dificuldades.

18 Reed Hastings – Vendedor de aspirador de pó

O diretor-executivo da Netflix teve um primeiro emprego bastante inusitado: vendedor de aspirador de pó. ele costumava bater de porta em porta tentando vender os produtos.

Reed Hastings diz que amava o trabalho. Segundo ele, foi uma oportunidade que teve de conhecer uma diversidade muito grande de pessoas.

19 Kat Cole – Recepcionista do Hooters

Antes de tornar-se presidente da Cinnabon, Kat Cole trabalhou por 15 anos na rede de lanchonetes Hooters. Lá, teve uma carreira brilhante e foi promovida a vice-presidente.

Durante sua passagem pela companhia, Kat atuou no treinamento de funcionários e gerentes.

20 Johnny Depp – Operador de telemarketing

O consagrado ator Johnny Depp passava horas por dia telefonando para clientes, oferecendo canetas e relógios.

Ele conta que o trabalho com telemarketing pode ter sido sua primeira experiência como ator. Isso porque ele precisava encarnar verdadeiros personagens na hora de fazer promessas aos consumidores.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário