Google procura engenheiros para aumentar sua equipe em Belo Horizonte

Quer um trabalho com impacto no mundo todo? Conheça o cotidiano de uma engenheira de software no centro do Google e as oportunidades para você


Monique Vaz Vieira adora ver o impacto do seu trabalho na vida das pessoas. Há mais de 10 anos, ela trabalha no Google como engenheira de software e seu desafio cotidiano é programar novas funções e melhorias nos produtos da empresa.

Desde 2014, ela faz parte do time que trabalha para proteger os produtos do Google contra abusos, diretamente de Belo Horizonte, no centro de engenharia da empresa no Brasil.

O escritório é quase uma extensão de Mountain View, na Califórnia, a sede global da empresa, uma vez que as equipes estão sempre em contato e os projetos desenvolvidos ali têm alta relevância para a empresa no mundo. “É bastante comum discutirmos questões de design e de novas ideias ao longo da semana”, conta Monique.

O centro foi o primeiro investimento do Google no país, com a aquisição da Akwan Information Technologies em 2005. Monique havia acabado de ser contratada pela empresa após se formar quando ela passou a ser parte da gigante de tecnologia. “O Google foi praticamente meu primeiro emprego”, diz.

Única na América Latina, a equipe do centro desenvolve projetos que impactam bilhões de usuários ao redor do mundo, como iniciativas da Busca do Google sobre resultados de jogos de futebol e procuras por sintomas de doenças. Para Monique, o maior desafio de um engenheiro da empresa de tecnologia é lidar com o alcance global de tudo o que fazem.

“A cada novo projeto, temos que manter o foco na escalabilidade das soluções, o que significa pensar em como vão funcionar para pessoas das mais diferentes regiões do planeta”, conta ela.

Com essa enorme missão, a demanda por profissionais é constante e a equipe de Belo Horizonte não para de crescer. Aos 140 que trabalham hoje em BH, a empresa espera adicionar mais 50 engenheiros nos próximos meses. Segundo Kelly Maia, recrutadora de engenharia do Google, eles estão em ritmo acelerado de contratações para crescer o time.

Existem dois tipos de vagas abertas, uma para profissionais no início da carreira e outra para quem tem mais experiência no mercado.

Eles podem ter formação ou experiência prática em Ciência da Computação, Engenharia da Computação, Matemática, programação ou áreas relacionadas Também é necessário ter o inglês fluente.

A inscrição para as duas vagas está disponível no site Careers, nas páginas de Software Engineer e de Software Engineer – University Graduate. Não há prazo para se candidatar.

“Estamos à procura de engenheiros e engenheiras de software que tragam novas ideias de todas as áreas, incluindo recuperação de informações, computação distribuída, projeto de sistemas em larga escala, armazenamento de dados e redes, segurança, inteligência artificial, processamento de linguagem natural, design de interface do usuário e dispositivos móveis”, explica Kelly Maia,

O diferencial que o Google busca é na vontade de procurar por soluções novas para seus produtos. Como no caso de Monique, que encontra motivação ao saber que a avaliação da qualidade do seu trabalho pode vir de seus amigos e parentes e se multiplica pelo resto do mundo.

Para quem quer tentar as vagas abertas e entrar para seu time, o conselho da engenheira para se destacar é ter iniciativa.

“Acho que isso vale não só para o Google, mas para o mercado de tecnologia de maneira geral. É essa iniciativa que gera novas idéias, além de produtos e serviços cada dia melhores. Ter uma boa comunicação também é uma área que considero muito importante para se obter sucesso como engenheira no Google”, diz.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário