Executiva mais bem paga dos Estados Unidos é transexual

O Globo

Martine Rothblatt, a CEO mais bem paga dos Estados Unidos, é transexual. É o que revela a revista New York Magazine. A executiva de 59 anos é a fundadora da empresa farmacêutica United Therapeutics, avaliada em US$ 5 bilhões. De acordo com a reportagem, Martine fez uma cirurgia de redesignação genital, mais conhecida como mudança de sexo, em 1994.

“Eu não posso afirmar que o que eu conquistei é equivalente às conquistas de uma mulher. Na primeira metade da minha vida, eu era um homem”, contou ela à revista americana.

Martine é casada com a mesma mulher há mais de 30 anos e elas têm quatro filhos.

Ela fundou a United Therapeutics com o objetivo de criar um medicamento especial para sua filha, que sofre de hipertensão pulmonar primária. Somente no último ano, a empresária recebeu US$ 38 milhões (o equivalente a cerca de R$ 85 milhões). A executiva ocupa o último lugar na lista dos 10 CEOs mais bem pagos dos Estados Unidos, divulgada pelo The New York Times em junho deste ano. Ela é a única mulher do top 10.

Deixe um comentário