Ex-funcionária processa Facebook por discriminação de gênero

exame

Uma ex-funcionária do Facebook entrou com uma ação na Justiça contra a empresa por discriminação de gênero e raça. O caso foi apresentado nesta semana à Corte Superior de San Mateo, na Califórnia (EUA).

Chia Hong, segundo o site americano “ArsTechnica”, foi contratada para trabalhar na rede social como gerente de programa e, posteriormente, transferida para o cargo de parceira de tecnologia para dar apoio à equipe de TI. Na nova função, segundo a denúncia, ela teria sido rebaixada diversas vezes por ser mulher.

Certa vez, ao pedir dispensa para buscar o filho na escola, Hong disse ter sido questionada “por que simplesmente não ficava em casa para cuidar das crianças.” Ela também relata ter sido “condenada a organizar festas e servir bebidas aos colegas do sexo masculino”. Apesar de não fazer parte de suas obrigações profissionais, seu superior a chamava de “cumpridora de ordens”.

Ao reclamar do assédio, em outubro de 2013 Hong foi demitida e substituída por um homem “menos qualificado”, de acordo com a ação judicial. A medida é contra o Facebook e outros 31 funcionários da empresa.

Hong está sendo representada pelo escritório de advocacia Lawless and Lawless.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário