Barack Obama e Bill Gates recomendam que você leia estes livros nas férias

Confira algumas recomendações de leitura para manter a mente ativa durante as férias de verão

Sempre é bom ter um livro por perto! Além de ser uma excelente forma de entretenimento, a leitura também é uma fonte inesgotável de conhecimento e um hábito comum de muitas pessoas de destaque em diversas áreas. É algo que deve ser cultivado por qualquer estudante e, felizmente, não faltam livros interessantes para se ler. Mas isso também pode acabar tornando a escolha de leitura mais difícil.

Para dar algumas dicas, listamos abaixo algumas sugestões de leitura citadas por pessoas de sucesso inegável: o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o investor do Windows e ex-CEO da Microsoft, Bill Gates. Muitos dos títulos indicados por eles estão disponíveis em português também. Mas os que não estão, além de serem obras interessantes, são também ótimas oportunidades para treinar a leitura e adquirir vocabulário em inglês! Confira:

Livros para ler nas férias, segundo Barack Obama

O ex-presidente dos EUA compartilhou sua lista de leitura de férias por meio do Facebook, e ela é bem diversa, incluindo romances, memórias e títulos mais acadêmicos.

A Menina da Montanha, de Tara Westover

O título é um texto autobiográfico de Westover, uma moça do estado de Idaho dos EUA que pisou pela primeira vez numa escola aos 17 anos de idade, mas estudou até adquirir um Ph.D. pela Universidade de Cambridge. Trata-se, segundo Obama, de um “notável memorial de uma jovem criada em uma família sobrevivente de Idaho que luta por educação e ao mesmo tempo mostra um grande entendimento e amor pelo mundo que deixa para trás”. Já disponível em português.

Warlight, de Michael Ondaatje

Um livro novo do autor de O Paciente Inglês, Warlight é, de acordo com Obama, “uma meditação sobre os efeitos duradouros da guerra sobre a família”. Por enquanto, ele só está disponível em inglês.

Uma Casa Para o Sr. Biswas, de V. S. Naipaul

Obama conta que resolveu reler esse romance por conta do falecimento de seu autor em 2018. A obra, vencedora do Prêmio Nobel de literatura em 2001, conta as peripécias do Sr. Biswas para realizar o sonho da casa própria, e segundo o ex-presidente dos EUA, fala sobre “crescer em Trinidad e o desafio da identidade pós-colonial”. Já existe, em português, até uma versão pocket desse livro.

An American Marriage: A Novel, de Tayari Jones

“Um comovente retrato dos efeitos de uma crença equivocada em um jovem casal afro-americano” é a maneira como Obama descreve essa obra. O casal do livro, Roy e Celestial, tem uma vida típica e tranquila, até que Roy é condenado a 12 anos de prisão por um crime que Celestial sabe que ele não cometeu.

Factfullness, de Hans Rosling

Rosling, nesse texto, mostra como temos pouco conhecimento da nossa realidade social, propõe uma explicação para isso acontecer e sugere que o mundo pode ser melhor do que imaginamos. “Um livro esperançoso sobre o potencial humano para progresso quando trabalhamos em cima de fatos e não sobre nossos preconceitos inerentes”, diz Obama.

Os livros Favoritos de Bill Gates em 2018

Gates publicou sua lista de favoritos do ano no começo de dezembro, como costuma fazer nessa época.

A Menina da Montanha, de Tara Westover

Gates também recomenda a leitura das memórias de Westover, não apenas por seu conteúdo mas pela qualidade do texto da autora. “Nunca achei que me identificaria com uma história sobre crescer numa casa sobrevivente mórmon, mas ela é uma escritora tão boa que me fez refletir sobre minha própria vida enquanto eu lia sobre sua infância extrema”, considerou.

Army of None, de Paul Scharre

O livro de Scharre tem como tema as armas autônomas, dispositivos capazes de buscar, identificar e atacar alvos por si próprios, aos quais ao menos trinta nações já têm acesso. Segundo Gates, o livro trata de “um tema imensamente complicado, mas Scharre oferece explicações claras e apresenta os pontos positivos e negativos da guerra feita por máquinas”.

Bad Blood, de John Carreyrou

Você se lembra de ouvir falar da empresa Theranos, que arrecadou bilhões de dólares e depois sumiu? Bad Blood conta a história da ascensão e queda da empresa, gerando um texto bem interessante. “A história é ainda mais louca do que eu esperava, e eu não consegui largar o livro depois de ter começado”, conta Gates.

21 lições para o Século 21, de Yuval Noah Harari

O autor de Sapiens e Homo Deus fala nesse livro sobre os desafios atuais da nossa sociedade, como crises ambientais, guerras nucleares e disrupções tecnológicas. Nas palavras do criador do Windows, “se 2018 te deixou sobrecarregado com o estado do mundo, 21 Lições oferece um ponto de vista útil para processar as notícias e pensar nos desafios que enfrentamos”. Já disponível em português.

The Headspace Guide To Mindfullness and Meditation, de Andi Puddicombe

A escolha mais curiosa da lista de Gates é esse livro sobre meditação e mindfullness, escrito por um professor de meditação que largou a faculdade para se tornar um monge budista. “Tenho certeza de que aos 25 anos eu teria dado risada desse livro, mas eu e Melinda [esposa de Gates] nos interessamos por meditação recentemente”, comentou o ex-CEO da Microsoft sobre sua escolha.

Por Na Prática

Notícias relacionadas

Deixe um comentário