As 10 profissões mais estressantes para 2016

exame

Para algumas profissões, o risco da atividade é o principal fator estressante. Que o digam militares, bombeiros e policiais. Para outras, são os prazos e a interação com o público os aspectos que mais podem gerar nervosismo, como é o caso dos apresentadores de televisão ou de rádio e dos repórteres de jornais.

Imprevistos, exigências físicas, viagens e o potencial de crescimento da carreira também são levados em conta na hora de determinar o índice de estresse de uma profissão.

A partir da análise de todos estes fatores, são 11 no total, o site Career Cast criou uma metodologia capaz de identificar as profissões mais estressantes. A lista é publicada anualmente. Confira as carreiras que entraram nesta ediçãom do ranking:

01. Militar

Profissão Militar
Índice de estresse 84,78
Salário médio anual nos EUA 27.936 dólares

02. Bombeiro

Profissão Bombeiro
Índice de estresse 60,59
Salário médio anual nos EUA 45.970 dólares

03. Piloto de avião

Profissão Piloto de avião
Índice de estresse 60,46
Salário médio anual nos EUA 103.390 dólares

04. Policial

Profissão Policial
Índice de estresse 53,82
Salário médio anual nos EUA 58.360 dólares

05. Coordenador de eventos

Profissão Coordenador de eventos
Índice de estresse 49,93
Salário médio anual nos EUA 46.490 dólares

06. Executivo de relações públicas

Profissão Executivo de relações públicas
Índice de estresse 48,46
Salário médio anual nos EUA 55.680 dólares

07. Executivo corporativo

Profissão Executivo corporativo
Índice de estresse 47,46
Salário médio anual nos EUA 102.750 dólares

08. Apresentador de TV/ rádio

Profissão Apresentador de TV/ rádio
Índice de estresse 47,3
Salário médio anual nos EUA 29.010 dólares

09. Repórter de jornal

Profissão Repórter de jornal
Índice de estresse 46,76
Salário médio anual nos EUA 37.200 dólares

10. Taxista

Profissão Taxista
Índice de estresse 46,33
Salário médio anual nos EUA 23.210 dólares

Notícias relacionadas

Deixe um comentário