4 segredos para se aproximar de um headhunter no LinkedIn


Se você visse um desconhecido parado na esquina, teria coragem para se aproximar dele e pedir um emprego? E se, em vez da rua, você encontrasse essa pessoa no LinkedIn?

De acordo com Alexandre Ullmann, diretor de recursos humanos da rede social no Brasil, a resposta depende de uma distinção conceitual entre “recrutadores” e “headhunters”.

Aqueles que se enquadram no primeiro grupo trabalham diretamente para as empresas, e têm um papel mais passivo ou receptivo na seleção de candidatos. Segundo Ullmann, não é interessante abordá-los “a seco”, sem conhecê-los, no LinkedIn.

“Os recrutadores esperam que o candidato se apresente pela via oficial, que costuma ser a página de carreiras do site da empresa”, explica ele. Dificilmente vão responder a uma mensagem pessoal, porque precisam tocar uma série de outras atividades e têm pouco ou nenhum tempo para solicitações avulsas.

Já a relação com headhunters funciona de modo diferente. Ao contrário dos recrutadores, que fazem parte da equipe fixa de uma empresa, eles trabalham de forma independente para diversos clientes. Quanto mais candidatos conhecem, melhor para eles.

A necessidade de cultivar um networking amplo e heterogêneo faz com que eles aceitem mais facilmente contatos de “estranhos” no LinkedIn. Segundo Ullmann, também há mais chance de responderem a mensagens diretas e até aceitarem convites para conversar presencialmente sobre possíveis oportunidades.

Embora seja bem-vindo, o contato com um headhunter desconhecido precisa respeitar algumas regras. “Faça uma abordagem delicada nas suas mensagens, seja sincero quanto às suas intenções e não insista se não receber uma resposta após algumas tentativas”, diz o diretor de RH do LinkedIn.

Veja a seguir outros conselhos fundamentais para ter sucesso nessa interação:

1. Mire um profissional especializado

Existem caçadores de talentos que trabalham para diversos segmentos simultaneamente, mas eles são minoria no mercado brasileiro. Do ponto de vista do candidato, é mais interessante buscar um profissional especializado: se você é programador, por exemplo, tente encontrar headhunters que trabalhem com vagas de TI. “Como você faz parte do alvo daquele profissional, aumentam as chances de ele se interessar pelo seu contato”, diz Ullmann.

2. Seja fácil de encontrar

Muitas vezes, a melhor forma de se aproximar de um headhunter não é persegui-lo — e sim se tornar mais atingível por ele. Há diversas formas de fazer isso no LinkedIn. Ter uma foto de perfil, por exemplo, aumenta em 7 vezes a chance de clique. Incluir termos ligados às suas qualificações e competências é outra tática recomendada: quanto mais palavras-chave tiver o seu perfil, maiores as suas chances de ele aparecer entre os resultados de buscas no site.

3. Participe ativamente da rede

Manter um perfil sempre atualizado no LinkedIn é importante, mas não é suficiente estabelecer e preservar relacionamentos. Se você quer ganhar visibilidade na rede, é importante interagir com o conteúdo de outros usuários e participar de grupos de discussão sobre a sua área. Publicar textos de sua autoria sobre diversos temas do seu mercado também ajuda — e muito. Se fizer um bom trabalho, você pode até parar no Pulse, o canal oficial de notícias do LinkedIn.

4. Busque um intermediário

De acordo com Ullmann, a forma ideal de chegar a um headhunter é por meio de uma conexão em comum entre vocês. Para conseguir uma apresentação, o jeito é investir em networking. “Quanto mais numerosos e diversos forem os contatos, maior a probabilidade de algum deles conhecer alguém que possa ter uma oportunidade interessante para você”, afirma o executivo.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário