10 truques de linguagem corporal para transmitir poder

exame

Demonstrar autoridade é essencial para ter sucesso em diversas situações profissionais.

Acontece que, no mundo dos negócios, as palavras são apenas uma peça para os jogos de poder. Nas entrelinhas, a “partida” é frequentemente resolvida pela linguagem corporal de cada lado da negociação.

Nesta galeria, você conhecerá 10 truques simples que transmitem autoridade de forma sutil – do ritmo da sua fala à forma de apertar a mão do outro.

As dicas foram extraídas dos livros “A linguagem corporal no trabalho”, de Allan e Barbara Pease (Editora Sextante) e “Seu corpo fala no trabalho”, de Sharon Sayler (Editora Vozes).

Clique nas fotos para vê-las.

[slider slider_height=”450″ image_resize=”false” image_crop=”true” flex_slider_effect=”slide” slider_timeout=”60″]
[slide title=”1. Ponha as mãos para trás” img_url=”http://assets1.exame.abril.com.br/assets/images/2015/6/538870/size_810_16_9_m%C3%A3os-para-tr%C3%A1s-Purestock.jpg” link=””]

Entrelaçar as mãos atrás do corpo é uma postura que transmite superioridade e poder, segundo Allan e Barbara Pease, autores de “A linguagem corporal no trabalho” (Editora Sextante).

“A pessoa expõe partes vulneráveis de seu corpo – estômago, coração, virilha e pescoço – em um ato inconsciente de audácia”, escrevem. O resultado do gesto é a criação de uma aura de confiança e autossuficiência.[/slide]
[slide title=”2. Fale sem pressa” img_url=”http://assets2.exame.abril.com.br/assets/images/2015/6/538884/size_810_16_9_voz_-_Hemera_Technologies.jpg” link=””]

De acordo com Sharon Sayler, autora de “Seu corpo fala no trabalho” (Editora Vozes), a voz tem um papel essencial para transmitir poder e credibilidade.

Articular as palavras com clareza, manter uma cadência tranquila e abaixar o queixo suavemente ao fim de cada frase são formas de chegar a esse objetivo. Outra dica é fazer pausas e respirar calmamente entre as orações.[/slide]
[slide title=”3. Coloque o pé esquerdo à frente para cumprimentar” img_url=”http://assets1.exame.abril.com.br/assets/images/2015/6/538879/size_810_16_9_p%C3%A9_esquerdo_-_K-King_Photography_Media_Co._Ltd.jpg” link=””]

Na hora de apertar a mão de um parceiro de negócios, a maioria das pessoas põe o pé direito à frente. Está errado – pelo menos se você pretende se estabelecer como a parte dominante.

Segundo Allan e Barbara, é melhor colocar o pé esquerdo à frente e, assim, “bloquear” a outra pessoa. O gesto demonstra implicitamente que você não faz concessões e está no comando.[/slide]
[slide title=”4. Fixe o olhar no meio das sobrancelhas do outro” img_url=”http://assets0.exame.abril.com.br/assets/images/2015/6/538876/size_810_16_9_olhar-4774344sean.jpg” link=””]

Assumir o controle numa conversa de negócios também passa pela forma de encarar a outra pessoa. Allan e Barbara recomendam o que chamam de “olhar de poder”, isto é, imaginar um “terceiro olho” no meio da testa do outro e se fixar nesse ponto.

“O efeito causado por esse olhar parece inacreditável. Ele não só deixa o clima muito sério como também tem o poder de fazer um chato se calar imediatamente”, escrevem os autores.[/slide]
[slide title=”5. Fique ‘por cima’ no aperto de mão” img_url=”http://assets1.exame.abril.com.br/assets/images/2015/6/538865/size_810_16_9_aperto_de_mao_-_anyaberkut.jpg” link=””]

Em contextos profissionais, o aperto de mão é muito mais do que um gesto de cumprimento. De acordo com Allan e Barbara, quem fica com a palma voltada para baixo é percebido como dominante.

Estender a mão com a palma virada para cima, por outro lado, indica que você espera que a outra parte assuma o controle.[/slide]
[slide title=”6. Dê um aperto de mão duplo” img_url=”http://assets2.exame.abril.com.br/assets/images/2015/6/538866/size_810_16_9_aperto-duplo-KatarzynaBialasiewicz.jpg” link=””]

Outro truque indicado por Allan e Barbara é estender a mão direita e depois colocar a esquerda sobre a mão da outra pessoa.

“Essa técnica é especialmente eficaz para uma mulher que esteja lidando com um homem agressivo, pois transfere o poder dele para ela”, escrevem os especialistas.[/slide]
[slide title=”7. Pisque menos” img_url=”http://assets1.exame.abril.com.br/assets/images/2015/6/538875/size_810_16_9_n%C3%A3o_pisque_-_Ingram_Publishing.jpg” link=””]

Pode observar: quando você está numa situação de estresse, tende a piscar mais vezes. Por isso, diz Sharon, reduzir o movimento das pálpebras ajuda a comunicar segurança e autoridade.

Outra dica é manter contato visual direto por mais tempo do que o normal. Mas cuidado: se você encarar demais a outra pessoa, pode intensificar seus batimentos cardíacos e provocar nela uma reação inconsciente de luta ou fuga.[/slide]
[slide title=”8. Respire profundamente” img_url=”http://assets0.exame.abril.com.br/assets/images/2015/6/538883/size_810_16_9_respire_-_BananaStock.jpg” link=””]

De acordo com Sharon, nosso padrão de respiração traz muitos recados. Se você inspira e expira de forma rápida e superficial, por exemplo, provavelmente será visto como estressado ou temeroso.

Para transmitir autoridade, o ideal é praticar uma respiração abdominal, profunda e lenta. Além de mostrar ao outro que você está confiante, esse padrão ajuda a oxigenar o cérebro e, assim, controlar a sua ansiedade.[/slide]
[slide title=”9. Escolha a cadeira mais alta da sala” img_url=”http://assets3.exame.abril.com.br/assets/images/2015/6/538868/size_810_16_9_cadeira-alta-Ryan_McVay.png” link=””]

A altura da cadeira aumenta ou reduz o status de uma pessoa numa situação profissional. “Quanto poder a rainha ou o papa teriam se aparecessem em bancos de piano?”, escrevem Allan e Barbara.

Por isso, recomendam os autores, se você quer demonstrar autoridade numa situação de negócios, prefira poltronas com espaldar alto.[/slide]
[slide title=”10. Não se sente muito perto do outro” img_url=”http://assets3.exame.abril.com.br/assets/images/2015/6/538869/size_810_16_9_localiza%C3%A7%C3%A3o_-_XiXinXing.jpg” link=””]

Outra jogada de poder sutil tem a ver com a posição de cada pessoa na sala. Se o visitante é colocado diretamente à frente do executivo, ficará muito mais pressionado, afirmam Allan e Barbara.

Deixar a sua mesa o mais longe possível da cadeira do visitante também incrementa o seu status diante dele.[/slide]
[/slider]

Notícias relacionadas

Deixe um comentário