10 personagens do cinema para inspirar sua carreira

Exame

O que um garoto à deriva no mar, uma professora e um boxeador têm em comum? Segundo os especialistas ouvidos, diversas lições de carreira para profissionais de todas as áreas e funções.

A lista de personagens de filmes escolhidos a dedo pelos especialistas em carreira vai desde o protagonista do filme “As Aventuras de Pi” até o personagem de Paulo Betti no filme sobre o barão de Mauá. Confira.

1 Hoke Colburn, de “Conduzindo Miss Daisy”

Neste filme, Morgan Freeman é Hoke Colburn, o motorista contratado para guiar Daisy Werthan, uma rica senhora judia de 72 anos – repleta de preconceitos. Aos poucos, graças às características de Colburn, as barreiras são quebradas.

Ele é sincero, se comunica muito bem e é persistente. Por estar 100% disponível para o outro, ele estabelece uma relação empática muito boa”, afirma Sigmar Malvezzi, professor da Fundação Dom Cabral. Além disso, ele é “simplório”, fato que, segundo o professor, o torna digno de confiança.

Conduzindo Miss Daisy (Driving Miss Daisy)
Diretor: Bruce Beresford
Duração: 99 minutos
Ano: 1989

2 John Keating, de “A sociedade dos poetas mortos”

Interpretado por Robin Willians, John Keating é um dos personagens mais marcantes do cinema. Professor de literatura de uma escola preparatória para jovens, ele assume uma postura nada ortodoxa ao lecionar conceitos para a vida.

“Ele incentiva que as outras pessoas encontrem seu potencial e se permitam ser quem realmente são”, diz Thirza.







A sociedade dos poetas mortos (Dead Poets Society)
Diretor: Peter Weir
Duração: 128 minutos
Ano: 1989

3 Jerry Maguire, do filme “Homônimo”

Tom Cruise encarna Jerry Maguire, um agente esportivo que perde espaço nos negócios por defender uma nova lógica para o próprio mercado de trabalho. Por conta disso, seus pares pararam de acreditar nele.

Mesmo assim, ele se manteve determinado a perseguir a própria visão. “Ele não deixou de acreditar, foi a luta e permaneceu”, afirma Thirza.









Homônimos (Jerry Maguire)
Diretor: Cameron Crowe
Duração: 139 minutos
Ano: 1996

4 Dan Millman, de “Poder além de vida”

Baseado em uma história real, “Poder além da vida” conta a história de Dan Millman (Scott Mechlowicz), um ginasta adolescente que sofre uma séria lesão que coloca em risco seu sonho de competir as Olimpíadas.

Apesar de ter recebido um não, ele não desiste da meta. Neste processo, ele tem a ajuda de um mentor, Sócrates. “Mais que um treinador, ele é um coach da alma”, diz Thirza.







Poder além da vida (Peaceful Warrior)
Diretores: Victor Salva e Shalimar Reodica
Duração: 120 minutos
Ano: 2006

5 Katherine Watson, de “O sorriso de Monalisa”

Katherine Watson (Julia Roberts) é a professora de História da Arte da conservadora Wellesley College, feita só para mulheres. Apesar das rigidez do ensino, ela escolhe por não cumprir apenas o protocolo durante o expediente.

“Ela é comprometida com o que está fazendo. Ela se permite ir além”, diz Thirza Sifuentes, coach da Homero Reis Consultores.







O Sorriso de Mona Lisa (Mona Lisa Smile)
Diretor: Mike Newell
Duração: 117 minutos
Ano: 2003

6 Pi, de “As aventuras de Pi”

Como você reage às situações de extrema tensão? Nos mais de 200 dias à deriva, o indiano Pi conseguiu sobreviver. O motivo? “Ele tem um profundo sentido existencial para a própria vida. Isso é gasolina da melhor qualidade para a maneira como ele se relaciona com o mundo”, diz Malvezzi.

Ao dar um propósito para a própria vida, Pi se enche de coragem e humildade. “É o oposto do profissional que pensa que é o bom, o melhor”, diz o professor.





As aventuras de Pi (Life of Pi)
Direção: Ang Lee
Ano: 2012

7 Julián, de “Elefante Branco”

O padre Julián (Ricardo Darin) é um exemplo de profissional que coloca a sua missão antes da ambição de crescer na carreira. “Ele cresce na sua realização pessoal e na sua competência”, diz o professor da Fundação Dom Cabral.

Elefante Branco (Elefante Blanco)
Diretor: Pablo Tapero
Ano: 2012





8 Barão de Mauá, em “Mauá, o imperador e o rei”

Paulo Betti encarna Irineu Evangelista de Sousa, mais conhecido como o barão de Mauá, no filme que narra a história de um dos mais importantes empresários da história do Brasil.

“É um grande estrategista. Ele tem um raciocínio muito bom em cima do cenário onde o negócio acontece”, diz Malvezzi. Ao fazer isso, “age como se estivesse jogando xadrez”.







Mauá, o imperador e o rei
Diretor: Sérgio Rezende
Duração: 135 minutos
Ano: 1999

9 Jim Braddock, em “A luta pela esperança”

Jim Braddock, interpretado por Russel Crowe, é um boxeador que se vê obrigado a deixar os ringues após uma série de derrotas. “Ele vai para a miséria, começa a passar muitas necessidades”, relata o coach Maurício de Paula.

“Ele se recupera da queda por conta da resiliência, da elevada inteligência emocional para se reconstituir”, afirma o especialista.







A luta pela esperança (Cinderella Man)
Diretor: Ron Howard
Duração: 144 minutos
Ano: 2005

10 Creasy, de “Chamas da vingança”

Encarnado por Denzel Washington, Creasy é o segurança pessoal de Pita. O coach Maurício de Paula destaca a relação empática do personagem com a menina e o elevado grau de autoconhecimento dele. “Ele se torna fonte de inspiração para ela”, diz o especialista.

Chamas da vingança (Man on Fire)
Diretor: Tony Scott
Ano: 2004

Deixe um comentário